Como Natura transformou relacionamento com cliente em venda por engajamento

A Natura nasceu em 1969 e eu, que nasci em 1991, bem distante da sua criação, consigo entender que têm um encanto diferenciado na marca que é e foi tão presente na minha infância e adolescência. Desconfio que grande parte desse efeito vem dos valores que pregam, como o respeito socioambiental e o foco nas relações humanas. E foi justamente nesses valores que a marca encontrou a base da sua estratégia de expansão.

Continuar lendo Como Natura transformou relacionamento com cliente em venda por engajamento

10 coisas sobre marketing personalizado que você não sabia

Enquanto muita gente acha que é impossível fazer marketing personalizado porque é complexo, é caro, dá muito trabalho e os resultados não chegam nunca, já tem uma galera que está do outro lado do jogo, apostando na humanização para se diferenciar da concorrência.

Continuar lendo 10 coisas sobre marketing personalizado que você não sabia

[SXSW] A maior lição de marketing digital que aprendemos na SXSW

Você já deve ter ouvido falar no nome de Cory Richards. Uma dica:

cory1

Does it ring a bell? Não? Tudo bem, a gente te conta a história do cara.

Continuar lendo [SXSW] A maior lição de marketing digital que aprendemos na SXSW

Marketing Humanizado: expectativa e realidade

O conceito de Marketing Humanizado ainda é muito recente na vida de quem trabalha com o varejo online.

Se antes a quantidade – seja de ofertas ou de campanhas de e-mail marketing enviadas, por exemplo – imperava soberana, hoje a qualidade e a assertividade no contato vale muito mais.

Continuar lendo Marketing Humanizado: expectativa e realidade

RD Summit: o que foi bom, o que pode melhorar e 4 lições que aprendemos com a Resultados Digitais

A primeira vez da Social Miner no RD Summit, evento de vendas e marketing organizado pela Resultados Digitais em Florianópolis (SC), foi bem marcante e cheia de impressões e descobertas. Na edição de 2016, que aconteceu nos dias 3 e 4 de novembro, o Ricardo Rodrigues, nosso CEO, foi convidado para palestrar sobre tendências do e-commerce.

Continuar lendo RD Summit: o que foi bom, o que pode melhorar e 4 lições que aprendemos com a Resultados Digitais

O e-commerce brasileiro vai dobrar de tamanho. Mas o que isso significa?

A semana no mundo e-commerce começou agitada. Em meio aos preparativos para a Black Friday, o Google divulgou, em parceria com a Forrester Research, uma pesquisa que trouxe muitos dados e uma afirmativa que mexeu com os ânimos do mercado: o varejo online vai dobrar sua participação no varejo brasileiro até 2021.

Continuar lendo O e-commerce brasileiro vai dobrar de tamanho. Mas o que isso significa?

5 Hacks para crescer sua base de leads (sem ser chato)

Você provavelmente já ouviu falar em hacking, certo? Caso não tenha, a gente te explica. Hack é um termo muito usado dentro do marketing digital para definir estratégias low-cost feitas para ganhar escala. Esses hacks geralmente são criados para solucionar problemas pontuais e gerar muitos resultados de forma inteligente, com pouco recursos e em um curto espaço de tempo.

Continuar lendo 5 Hacks para crescer sua base de leads (sem ser chato)

Snapchat: 7 maneiras de usá-lo a favor do seu negócio

Tempo de leitura: 4 minutos

Uma coisa muito importante pra quem quer estar sempre atualizado é saber quais são as novidades e como usá-las a seu favor. O Snapchat não é bem uma novidade, pois foi lançado em 2011, mas a novidade é usá-lo como mais um canal para sua marca se comunicar com o consumidor.

Pra quem não conhece, o Snapchat é o aplicativo do momento. Nele, as pessoas tiram fotos ou fazem vídeos de no máximo 10 segundos – chamados de Snaps – e podem os enviar tanto #semfiltro quanto com filtros divertidos. Mas o que difere o Snapchat das outras redes sociais é que tudo é temporário.

Cada Snap pode ser compartilhado com seus amigos, mas não podem ser salvos. Uma vez que é visto, ele desaparece pra sempre. O Snapchat, então, promove interações beeem pessoais e em tempo real.

giphy

O SNAPCHAT EM NÚMEROS

De acordo com dados internos do próprio Snapchat, mais de 60% dos americanos entre 13 e 34 anos que possuem um smartphone usam o aplicativo. É verdade que os adolescentes e jovens amam o Snapchat, mas não é só isso. A ferramenta cresceu e atraiu públicos diferentes. Segundo o TechCrunch , o Snapchat vale 15 bilhões de dólares.

É um veículo com uma proposta bem jovem, mas dá para ser jovem com conteúdo relevante. Então empresas, YouTubers e produtores de conteúdo que, de alguma forma, já tinham um comunicação próxima com seus públicos, aderiram ao Snap como mais uma maneira de conversar. E o négocio ficou interessante, porque a relação entre os produtores de conteúdo e seu público alvo ficaram extremamente humanizadas.

snapchat-young-940x414

Alguns exemplos de perfis pra você se inspirar: Papel Pop (@papelpop), Fashionismo (@fashionismo), Buzzfeed (@buzzfeed), Sephora (@sephorasnaps), Style.com (@styledotcom), Everest No Filter (@everestnofilter), Rihanna (@rihanna), Padre Fábio de Melo (@fabiodemelo3 – ele é uma comédia e mega popular no Snap!) e por aí vai.

Sem mais delongas, vou dar algumas dicas pra você usar o Snapchat pra humanizar sua relação com seu público alvo e ver ótimos resultados, principalmente de engajamento, por conta disso!

Faça coberturas ao vivo de eventos: use a vantagem do “tempo real” e leve seus seguidores para os bastidores de algum evento, mantendo-os atualizados aonde quer que estejam. É legal também você usar o aplicativo pra anunciar um evento e gerar expectativa sobre ele. Nos snaps de blogueiras como Chiara Ferragni, Helena Bordon e Thássia Naves, por exemplo, você tem a experiência de acompanhar Fashion Weeks ao redor do mundo.

IMG_2349

Provoque sua audiência: quando você tiver novidades, mostre algumas dicas como fotos e vídeos para seus seguidores. Isso vai gerar curiosidade e um baita buzz pelas redes sociais, principalmente pelo fato de os snaps serem temporários.

SephoraSnaps

Mantenha seu conteúdo divertido e engajador: o público do Snapchat é mais jovem, mas lembre-se de manter seu conteúdo adequado para todas as idades. Isso não deve significar “ser careta”, mas sim ser profissional com um toque divertido e engajador.

Poste snaps behind the scene: fotos e vídeos dos bastidores são a chave para a humanização de marcas. Mostra pros seguidores que de fato existe “gente como a gente” por trás de grandes empresas e personalidades. Fotografe e filme o dia-a-dia no escritório, novidades, o bom humor da sua equipe, momentos de descontração… O importante é fazer o seguidor sentir que ele pode fazer parte disso tudo.

CUtVZivVEAAZc4O

Compartilhe seus snaps em outras redes sociais: antes de enviar o snap, você pode escolher salvá-lo. Dessa forma, você consegue dar um teaser do conteúdo do seu Snapchat nas outras redes sociais e atrair cada vez mais seguidores. Lembre-se de tornar seu perfil visível em outros lugares: poste fotos com o seu nome de usuário, adicione um ícone de “seguir” em outros veículos ou avise seus fãs diretamente.

Capturar

Ofereça benefícios: todo mundo adora benefícios. Ofereça exclusivamente para os seus seguidores códigos promocionais, cupons de desconto e outros incentivos pedindo para seus fãs interagirem com você: vendo os snaps, tirando printscreens, compartilhando, dando like, etc. A Sephora já fez uma promoção na qual quem postasse uma foto no Snapchat com a #SephoraSnapSweeps poderia ganhar um cartão de presente de US$500!!!

sephora12

Crie métricas de performance: o Snapchat ainda é meio ruim pra quem fica de olho em performance. A única maneira de entender se seus snaps estão fazendo sucesso é vendo o total de views  (quantas pessoas viram pelo menos um snap),  total de pessoas que completaram a sua história (quantas pessoas viram desde o seu primeiro até seu último snap) e número de screenshots (quantas pessoas tiraram prints dos seus snaps).

Espero que com essas dicas você consiga construir uma relação mais humanizada e mais próxima com seu público alvo! O Snapchat é um meio de comunicação que está bombando muito e, como bons profissionais, devemos estar sempre ligados nessas novidades!

 

 

Fontes:

Social Media Week

Administradores

Canaltech

Digaí

Backstage SXSW (parte III): entrevista com Eduardo Galanternik

“Backstage SXSW (parte III): entrevista com Eduardo Galanternik” é o terceiro e último vídeo sobre o megaevento! Como mencionamos no post da semana retrasada, a Social Miner estava marcando presença no SXSW (South by Southwest) 2016 em Austin, Texas. Veja aqui o primeiro vídeo e o segundo vídeo!

Continuar lendo Backstage SXSW (parte III): entrevista com Eduardo Galanternik

Backstage SXSW (Parte II): entrevista com Gabriel Lima

“Backstage SXSW (parte II): entrevista com Gabriel” é o segundo de três vídeos sobre o megaevento! Como mencionamos no post da semana passada, a Social Miner estava marcando presença no SXSW (South by Southwest) 2016 em Austin, Texas. Foi nossa primeira vez lá e foi demais! 🙂

Nesse segundo vídeo, o Ricardo explica a dinâmica do evento, o que tem dentro do espaço de exposições, os países que estavam presentes e quais programações ele mais gostou.

Além disso, rola uma entrevista exclusiva e beeeem bacana com o Gabriel Lima, diretor da Enext, contando suas impressões sobre o festival e sobre as duas palestras que ele mais gostou. Consegue adivinhar sobre o que é? Não? A gente dá a dica: uma foi sobre design vs tecnologia e a outra foi sobre a ameaça ao varejo nos dias de hoje. Vem ver:

Até o próximo episódio! 😉

Continuar lendo Backstage SXSW (Parte II): entrevista com Gabriel Lima