Banner - Analytics Básico

Primeiros passos: Google Analytics

Entre tantas ferramentas que podem ser usadas para acompanhar o desempenho das lojas virtuais o Google Analytics é uma das principais.

A plataforma é essencial para acompanhar os resultados e definir os direcionamentos estratégicos do negócio, porque fornece informações ricas sobre o seu site e os seus visitantes.

Tudo isso deve ser utilizado para te ajudar a impactar novos clientes e aumentar as conversões.

Além disso, o Analytics te possibilita ter uma visão sobre a saúde do seu eCommerce. Se em uma loja física é mais fácil ter essa ideia, porque dá pra ver o movimento, a quantidade de curiosos entrando e saindo, quais são as peças que atraem mais olhares e quem de fato passa o cartão, no mundo virtual você consegue fazer tudo isso por essa ~sagrada~ plataforma do Google.Brad Pitt - Obrigado

O melhor é que com o Analytics você pode ter acesso a todos esses dados super importantes de maneira gratuita. 😍

Neste artigo, vamos te mostrar como configurar o GA no seu comércio eletrônico e te mostrar algumas métricas que não podem sair do seu radar! Elas devem ser acompanhadas diariamente para garantir bons resultados em faturamento no final do mês. Preparado para conhecer tudo isso?

Como configurar o Google Analytics no seu eCommerce

Quando você acessar a página principal do Google Analytics irá precisar fazer login usando uma conta do Gmail ou do Google Apps. Depois disso, a primeira página que irá aparecer é essa aqui:

Google Analytics (1)

Clique no botão de “Sign up” para fazer o cadastro do seu site na plataforma. Você irá preencher um formulário com os dados básicos do seu negócio, como o nome da marca, a URL do site e a categoria do setor.

Assim que completar essa etapa, você terá que aceitar os termos de uso e logo depois, vai receber o seu Tracking ID, ou seja, o número da sua conta. Como se fosse o CPF do seu negócio no Google Analytics.

Google Analytics (2)

Agora que você já fez a configuração inicial, chegou a hora de focar nas informações referentes ao comércio eletrônico. Para isso, será preciso ativar essa opção seguindo os passos abaixo:Google Analytics (3)

 

  1. Clique em Administração e navegue para a visualização de propriedade pretendida.
  2. Na coluna Visualização de Propriedade, clique em Definições de comércio eletrónico.
  3. Ative a opção “Comércio Eletrónico”.
  4. Ative a opção “Produtos relacionados”.
  5. Clique em Passo seguinte.
  6. Clique em Submeter.

Feito isso, é hora da implementação do tracking no código fonte do seu site.

Google Analytics (4)

Este código (que é único e exclusivo do seu negócio) deve ser integrado nas do seu site, inclusive na página de confirmação de compra. Para tudo sair da maneira correta pode ser que você precise de uma ajudinha do seu programador por aqui, afinal, cada loja tem suas próprias peculiaridades.

É esse código que vai capturar dados extremamente interessantes para cada compra realizada, como origem da compra, cidade e outros parâmetros.

Agora que você já viu como instalar o Analytics, chegou a hora de descobrir quais são as métricas que podem fazer a diferença no seu negócio.

Informações básicas

Para se familiarizar com a plataforma antes de ter acesso a um nível mais denso de relatórios, você pode dar uma olhada em alguns tópicos e ir se acostumando com os dados de maneira geral, para depois se aprofundar.

No menu esquerdo do GA, você vai encontrar as principais categorias de relatórios. Algumas deles são:

  • Tempo real: evidencia o que está acontecendo no seu site “ao vivo”. É possível saber quantas pessoas estão navegando, a localização geográfica de cada uma delas e qual página está sendo acessada, por exemplo.
  • Público: mostra informações referente ao público do seu site e métricas como taxa de rejeição, duração média da sessão e quantidade de páginas visualizadas.
  • Aquisição: nesse filtro você pode visualizar resultados divididos pela origem dos visitantes e também saber a origem das conversões realizadas.
  • Comportamento: exibe informações referentes ao comportamento dos visitantes dentro do seu site. Algumas das informações que podem ser visualizadas são: páginas visitadas, páginas de saída, termos de pesquisa, etc.
  • Conversões: possibilita que você entenda o caminho da jornada de compra realizada pelos clientes, descrição geral das conversões realizadas, conversões assistidas, etc.

Agora que você já teve ideia de tudo que dá pra ver no Analytics, separamos dicas que podem te ajudar em suas análises:


#Dica1: Use o filtro tempo real

Para avaliar se uma determinada promoção aumentou o tráfego do seu site da maneira esperada ou para monitorar os efeitos imediatos que uma ação de marketing pode ter no tráfego.

Google Analytics (4)

#Dica2: Entenda seu público

Dentro filtro Público Alvo, você pode visualizar informações de seus visitantes como idioma, país e saber a porcentagem de novos visitantes e visitantes recorrentes.

Google Analytics (6)

Se você visualiza que 91% dos seus visitantes são novos, isso deve significar que o seu eCommerce está tendo um bom desempenho para atrair novas visitas. As estratégias de SEO, links patrocinados, link building e redes sociais provavelmente estão funcionando muito bem. Porém, não é tudo 1000 maravilhas. Olhando para esse número, também dá pra deduzir que a experiência do seu consumidor pode não estar sendo tão boa quanto você gostaria, já que ele não está voltando a visitar o site e realizar mais compras.

Use estes números para direcionar as suas ações de marketing e focar os esforços nas ações certas. Potencialize o que já está funcionando e crie alternativas e um planejamento para começar a performar bem no que ainda não está dando resultado.

#Dica3: Fique de olho as origens do seu tráfego

Você quer saber se todo aquele seu trabalho com SEO está funcionando? Se o tráfego do seu site é realmente qualificado, ou seja, se compra em sua loja? Quais são as palavras chave que mais importam quando o quesito é faturamento e quais são as parcerias que realmente te dão retorno?

Google Analytics (7)

Todas essas informações estão disponíveis no seu GA dentro das opções Aquisição > Todo tráfego> Origem/ Meio. Vale a pena gastar algumas horas para analisar tudo com calma e descobrir onde investir mais, já que você pode usar esse filtro para comparar resultados entre os canais de origem e também comparar resultados por período.

Google Analytics (8)

#Dica4: E o faturamento, como tá? Comércio Eletrônico

Filtrando a opção Conversões > Comércio Eletrônico, é possível ver um dashboard que contém os números do faturamento total, faturamento por origem e dados que podem te ajudar na análise de resultados por canal.

Na hora de analisar as conversões, é possível combinar filtros. Isso significa que se você quiser saber qual canal de comunicação funciona melhor em uma determinada cidade para vender o produto X é só você unir os filtros “cidade” e “origem” para ter as informações necessárias em mãos.

Depois de ler um pouco mais sobre cada uma dessas métricas no nosso artigo, deu para entender a importância de estar sempre de olho no Google Analytics?

Gostou das dicas? Diz pra gente o quê que outras dicas você quer para ajudar novos eCommerces a darem seus primeiros passos com o pé direito! 😀

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *