Banner-1402 (1)

5 lições sobre otimizar conversão que você pode aprender com seus concorrentes

Conseguir achar o caminho para otimizar as taxas de conversão é o sonho de qualquer pessoa que trabalha com Marketing e Vendas. E no comércio online essa busca é ainda maior (seguuuuura a pressão), já que é possível ter acesso a métricas de todas as etapas do funil de vendas.

O acesso a esses números significa ter em mãos informações valiosas que precisam ser monitoradas e bem interpretadas para se transformarem em um plano de ação eficaz.

Olhando para as taxas de conversão de visitantes em leads, de leads em vendas e de visitantes em vendas, por exemplo, dá pra ter um panorama completo do seu desempenho e apontar os gargalos que precisam ser melhorados.  

Ter esse conhecimento interno é importante e essencial, mas se você quer conquistar bons resultados mais rápido, aprender com o mercado também é fundamental!

Pra quê reinventar a roda quando você pode só adaptá-la, né? rs Quer aprender um pouquinho com quem está já está colhendo bons frutos?

Separamos 5 lições para você :

#1 Use canais alternativos – Lição aprendida com a Época Cosméticos

Como você tem aproveitado o tráfego do seu site? Quantos leads vindos deste canal você consegue gerar por mês? E qual a sua meta?

Se a sua taxa de conversão de visitantes em leads é nula ou muito baixa, o Facebook Login é uma ótima alternativa para alavancar esse número.

E essa foi a aposta da Época Cosméticos para conseguir humanizar o seu marketing, fazendo campanhas mais assertivas e em escala, garantindo taxas de cadastro de 10%, muito acima da média do mercado.

A perfumaria optou por utilizar o Social Bounce com intenção de saída para que os visitantes tivessem a opção de se conectar com a marca antes que deixassem o site, evitando assim que saíssem sem terem se engajado.  

epoca1

Depois dessa conexão inicial, todas as campanhas de marketing foram feitas de maneira segmentada via notificações do Facebook, levando em conta os interesses e as informações de cada lead. Essa personalização e o uso de um novo canal de contato, mais pessoal e direto, garantiu uma redução de 50% do custo da taxa de clique.

epoca2

Para conferir o case completo, clique aqui.

#2 Pense fora da caixa – Lição aprendida com a Chico Rei

Para posicionar a sua marca de forma extraordinária e autêntica, a inovação é um atributo fundamental. E quando ela gera resultados tangíveis e pode te ajudar a melhorar as suas taxas de conversão, tudo fica melhor ainda.

A Chico Rei está aí para mostrar que é possível fazer coisas novas e focadas em otimizar a conversão.

A marca arranjou uma maneira bem criativa de aproveitar as mais de 760.000 curtidas em sua página no Facebook para conquistar novos leads.

Pensando (e conhecendo bem) o seu público,  lançaram o desafio “Enigma Chico Rei”, onde o objetivo é adivinhar o nome de uma camiseta que faz parte da coleção do e-commerce.  

chicorei

As dicas são postadas diariamente e para participar da ação, dar um palpite e concorrer a um kit, os seguidores precisam se cadastrar deixando o nome e o e-mail de contato.

chicorei2

Ou seja, você pode aproveitar um canal em que já tenha alta relevância e autoridade para conseguir novos leads. Pensar em campanhas diferentes e que possam ganhar a simpatia do seu público são um ótimo início.  

#3 Acredite no seu DNA – Lição aprendida com a Fábrica de Monstros

A comunicação irreverente em vídeos no Youtube e no conteúdo de outras redes sociais sempre foi uma das características da Fábrica de Monstros. Aproveitando o engajamento criado com essa pegada, a marca queria alcançar mais conversões no e-commerce.   

Para isso, começou a tratar o cliente como brother também dentro do site, usando as gírias mesmas da tribo e criando mensagens altamente personalizadas. Com isso, a taxa de cadastro via Facebook Login atingiu 7%.

fdm1

Maior ainda foram as taxas de clique que alcançaram os (incríveis) 40%, refletindo nas vendas e fazendo o faturamento crescer.

fdm2

Nesse caso, o que fez toda a diferença foi a marca acreditar no seu posicionamento, confiando que o seu conhecimento do público-alvo iria resultar em um alto nível de empatia, otimizando as taxas de conversão.

Quer conferir o case completo? É só clicar aqui.

#4 Personalize as mensagens e seja presente – Lição aprendida com o Hotel Urbano

Se fazer sempre presente na vida do usuário de forma útil é um fator crítico de sucesso para conseguir ganhar cada vez mais relevância. E o Hotel Urbano tem feito isso muito bem.

Usando diferentes canais de comunicação, sem deixar a personalização de lado, a marca mantém um diálogo direto com seus leads aumentando as taxas de conversão de cliques e, consequentemente, as taxas de conversão de vendas..  

Na imagem abaixo, por exemplo, você está vendo um exemplo de On-Site message. No caso do Hotel Urbano, eles usaram um cross data de bases para que, quando uma pessoa que já era cadastrada via Facebook Login recebesse essa mensagem de incentivo de conexão no Google Chrome, tivesse o texto personalizado com seu nome.

Assim, foi possível iniciar um relacionamento em um novo canal e engajar o consumidor também através da notificação Push para Google Chrome.

pu1

Além disso, as campanhas via notificações no Facebook, enviadas somente para aqueles que se conectaram com o Hotel Urbano por meio de um bounce de Login Social no site, também garantem altas taxas de conversão e cliques acima da média.

A possibilidade dessas campanhas serem automáticas já é um grande diferencial para a otimização. Isso porque a inteligência por trás da plataforma da Social Miner cruza vários dados para torná-las altamente humanizadas, fazendo com que os resultados, em números e assertividade, sejam os melhores possíveis.

pu2

 

Essa notificação, por exemplo, foi enviada para os leads que estavam há algum tempo sem visitar o site do Hotel Urbano.

A mensagem pessoal em um canal que ainda não é tão usado para conteúdos desse tipo e a oferta de “destinos com desconto” são excelentes atrativos para manter as taxas de clique lá no alto.

#5 Pra otimizar, é preciso testar

Landing page, e-mail marketng, lightbox de Facebook Login, notificações, push no Chrome… Sabe o que tudo isso tem em comum? Você só sabe o que dá mais certo testando!

Seja comparando a porcentagem de conversão entre os diferentes canais ou entre textos e layouts diferentes para promover a mesma coisa, é o teste A/B que vai te mostrar o caminho que dá mais resultados.

Por mais que bata aquela preguicinha – afinal, a sua campanha pode muito bem estar rodando sem um teste A/B -, tenha em mente que as suas taxas de conversão podem melhorar exponencialmente com pequenas mudanças.

Ou seja, você pode deixar estar perdendo resultados simplesmente por não testar.

Aí sempre tem alguém que solta aquela frase clássica “Ah, mas eu tenho certeza que esse layout é o melhor… Olha esse botão vermelho, impossível o azul performar mais…”

Notícia ruim: até que o mercado confirme a sua frase, ela é só uma hipótese. É só a sua opinião.  

Por isso, a melhor opção é comparar tudo quanto possível. Quer saber qual canal tem melhor conversão para captura de leds? Compare uma landing page, com um push no chrome, com um Facebook login.

Para cada um destes canais, tenha pelo menos duas opções. Varie textos, layouts, cores de botões…

No exemplo que escolhemos, a taxa de conversão variou 51% com uma simples mudança de texto. Qual você chuta que teve o melhor resultado?

gafisa gafisa2

A resposta certa é a primeira opção. Acertou?

E aí, gostou das nossas dicas para otimizar as suas taxas de conversão? Nossos especialistas podem te ajudar a começar a colocar tudo em prática agora!

É só clicar aqui 😉

Comments

comments

Publicado por

Bruna Estevanin

Apaixonada por viagens, livros e tecnologia. Já trabalhou na Revista IstoÉ, no Facebook e hoje é Analista de Marketing na Social Miner.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *