O que é marketing humanizado e como começar a fazer

O que é Marketing Humanizado e como começar a fazer

O Marketing Humanizado pode ser a grande sacada para transformar o seu e-commerce em uma marca única e querida pelos consumidores.

Nunca ouviu falar nesse termo? Antes de chegar nele, vamos voltar um pouquinho no tempo para você entender a evolução do Marketing.

Algumas décadas atrás, o conceito de Mix de Marketing, criado pelo professor Jerome McCarthy e propagado pelo guru Philip Kotler, ganhou fama. Antes de pensar em qualquer estratégia de marketing, era preciso ter em mente os quatro pilares básicos do mix: Produto, Preço, Praça e Promoção.

Quando os 4Ps fossem bem trabalhados internamente, a marca alcançaria um bom posicionamento e conquistaria o público. Essa metodologia, baseada principalmente no equilíbrio desses 4 setores, representados pelos “Ps do Marketing”, foi a base para que muitas empresas conseguissem se posicionar no mercado.

Com o surgimento da internet, do consumidor 3.0 e do marketing digital, passou a se falar nos 8Ps, que poderiam transformar em sucesso qualquer estratégia virtual. São eles: Pesquisa, Planejamento, Produção, Publicação, Promoção, Propagação, Personalização e Precisão.

Essa metodologia, focada no digital, vem ganhando cada vez mais força. E, até agora, entre esses novos Ps, o que o mercado menos consegue trabalhar é o P da Personalização.

Personalizar significa ter uma linguagem, estratégias, ações e produtos feitos especialmente para o seu cliente. É conseguir fazê-lo se sentir único e especial porque você o conhece, genuinamente. Sabe dos seus gostos e dos seus interesses. E é capaz até de adivinhar qual é o melhor momento e canal para vocês terem uma conversinha.

Conseguir fazer tudo isso de forma sustentável e escalável é humanizar o marketing, entendendo que por trás de cada métrica do seu Analytics e de cada visitantes do seu site, existe uma pessoa de carne e osso.

Storytelling é a base

Criar narrativas que impactem o consumidor é a maneira mais poderosa e eficaz para conseguir humanizar o marketing. São elas que podem te levar ao coração de um cliente, fazendo ele se conectar com o seu produto, seja relembrando uma memória feliz ou se identificando com a mensagem transmitida.   

Em 2011 (sim, já tem um tempinho mas #valeapenaverdenovo), a Vivo fez uma campanha nacional usando o storytelling que viralizou bem rápido. O foco era em conteúdo, já que a história é contada em um clipe de uma música conhecida pelos brasileiros, “Eduardo e Mônica”, da Legião Urbana.

Totalmente sem anúncios, a campanha usou como recurso a memórias afetiva despertada por uma música já muito conhecida e o apelo do romance para criar uma propaganda de forma inteligente e indireta.

Além disso, a marca aproveitou a data comemorativa dos Dias dos Namorados para criar o contexto perfeito para o lançamento.

 

E você reparou em como a Vivo conseguiu se inserir na história algumas vezes ao longo do clipe, sempre de forma muito natural, sem tirar o foco da história? É assim que o posicionamento de marca vai sendo criado até que seja consolidado.

Como o seu e-commerce poderia usar o storytelling para conquistar uma posição única na mente do consumidor? Quais datas comemorativas são importantes? Quais histórias você gostaria de contar para se conectar com o seu público? Como poderia torná-las pessoas e emocionais?

Responder todas essas questões te faz pensar em fazer marketing humanizado.

Humanizando com People Marketing

Criado pela Social Miner, o conceito de People Marketing representa uma evolução do marketing humanizado e tem como fundamento centralizar as estratégias digitais de um e-commerce totalmente nas pessoas, não tratando os consumidores como simples usuários ou como números no Google Analytics.

Com o People Marketing você consegue reunir os princípios de personalização do marketing humanizado, misturando storytelling com inteligência artificial, usando big data para deixar as ações de comunicação ainda mais assertivas.

Quando isso acontece, tanto o consumidor quando a empresa saem ganhando. O cliente fica feliz por conseguir comprar o que queria, além de estreitar o relacionamento com uma marca que gosta enquanto o e-commerce garante uma conversão, otimizando os investimentos nas campanhas e sem incomodar outras pessoas.  

Para conseguir executar uma estratégia de marketing humanizado, criando campanhas realmente personalizadas e one-to-one, a ideia é passar a usar de forma inteligente e automática todos os dados sobre o comportamento dos consumidores que uma empresa têm.

Assim, as mensagens passam a realmente interessar os consumidores que atingem e há uma quebra no SPAM, em qualquer que seja o canal. Você passa a entregar apenas ofertas adequadas e não mandar nada que não seja realmente relevante.

É assim que as pessoas irão começar a ver sua empresa como “aquela que só comunica mensagens significativas e realmente relevantes.” e ao longo do tempo, poderão criar um relacionamento mais próximo entre marca-cliente.

Portanto, para começar a humanizar, o primeiro passo é conhecer bem o seu público para contar as histórias certas usando os melhores canais!

Quer ter mais insights de como fazer marketing humanizado? Temos um material incrível feito em parceria com a NeoAssist e a Agência Mestre.

 Baixe nosso eBook: Jornada de Compra Humanizada ➤

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *