Banner-05054

[Ebook] Tudo sobre taxa de recompra

Encontrar a fórmula mágica para atrair novos clientes costuma ser o sonho de quem trabalha com e-commerce.  E não poderia ser diferente, já que todas as métricas, planejamentos e ações são pensadas tendo como foco principal o aumento do faturamento do negócio, certo?

E-R-R-A-D-O!

Por sempre ter se comportado dessa maneira, o mercado costuma direcionar a sua atenção para pensar em como conquistar novos consumidores, e esquece que a chave para rentabilizar de maneira escalável pode estar escondida em outra métrica: a taxa de recompra.

Sabia que ela é um dos maiores indicativos para verificar a sustentabilidade do negócio?

Pensa comigo: se a taxa de recompra está indo bem, é sinal de que os clientes estão tendo uma boa experiência e voltando para comprar de novo, o que significa que o faturamento está aumentando.

Porém, na maioria das vezes, ela passa despercebida das análises e fica de fora daquele plano de ação estratégico e operacional que tem 2812 linhas sobre como potencializar as vendas e nenhuma partezinha que fale da bendita taxa de recompra.

Diante dessa realidade, questione-se e veja se não faz sentido tratar seus atuais clientes como um grupo seleto de pessoas super qualificadas e importantes, afinal:

  1. Elas já compraram o seu produto e serviço;
  2. Você tem informações relevantes sobre elas para criar campanhas de marketing assertivas;
  3. Elas podem voltar para comprar novamente..

Diante disso, o seu papel é ter um comportamento proativo para criar relacionamentos humanizados e genuínos com cada uma delas.

Vamos mudar a crença de que só cliente novo trás dinheiro para o negócio?

Clique aqui e confira o EBook Completo Sobre Taxa de Recompra.

Taxa de recompra: por que investir?

De acordo com o Instituto Gartner, para conquistar um novo cliente é preciso investir de 5 a 12 vezes mais do que para manter um atual.

Ou seja, não faz sentido querer atrair novos consumidores a qualquer custo sem se preocupar e sem ter ações focadas em fazer com que aqueles que já te deram uma chance voltem para comprar. (A não ser que você queira gastar mais dinheiro, é claro, rs)

Por isso, está na hora de repensar a alocação dos seus esforços de marketing e também mudar a mentalidade da equipe. É claro que é importante ter campanhas e ações que tenham como foco a atração de novos consumidores.

O que estamos falando aqui é que só isso não basta. A taxa de recompra também precisa ser uma métrica importante! Trabalhar a fidelização de quem já compra com você é essencial para escalar de maneira rentável, minimizando os custos de divulgação e aumentando a assertividade da comunicação.

Quando seu e-commerce começar a fazer isso, você vai continuar aumentando a sua base de novos clientes e paralelamente, vai ter os consumidores atuais voltando para comprar mais. Ou seja, vai acabar ganhando de todos os lados, em um ciclo infinito.

Taxa de recompra e venda por engajamento

Já passou da hora de você achar que é só a venda por impulso que funciona.

A venda por engajamento pode ser a grande responsável por melhorar dois dos seus indicadores chave de performance: a taxa de recompra e, de quebra, o número de novas primeiras compras.

Mas conseguir alcançar excelentes resultados nessas métricas envolve um trabalho de médio prazo, com a consciência de que é preciso ter um planejamento de ações pensadas e coordenadas, desde o momento de atração do lead até o relacionamento que o leve a comprar.

A Natura, por exemplo, conseguiu transformar o relacionamento com cliente em venda por engajamento, de uma maneira que todo mundo saiu ganhando. Quer conferir como isso aconteceu? É só clicar aqui e dar uma olhada no nesse case.

Não se esqueça ou menospreze o potencial dos leads que estão no seu banco de dados. Mas também não dá para ficar esperando de braços cruzado que eles resolvam comprar. Enxergue ali uma ótima oportunidade de vender por engajamento e de aumentar a sua taxa de recompra.

Lembre-se que  é muito mais fácil aumentar as taxas de conversão diante de um público que você já conhece do que com aqueles leads que só tiveram um contato inicial com a marca.  Use todas as informações que tem a seu favor, para criar uma comunicação humanizada e super personalizada.

Os melhores canais para aumentar a taxa de recompra

Parece bem óbvio que a disputa por um lugar de destaque na caixa de entrada do e-mail de alguém vem sendo cada vez mais acirrada. Basta olhar a sua própria…

Estima-se que, em média, dos 416 emails que uma pessoa recebe por mês, 223 são email marketing (mais de 50%!!!). Isso significa que para se destacar  em meio a concorrência de e-mails, o seu trabalho precisa ser muito diferenciado e ter um alto valor para o usuário. Segmentação é obrigação!

Mas mesmo que você faça tudo direitinho, por esse canal ser usado em larga escala e de forma não tão legal assim por diversas empresas, a tendência é que ele tenha cada vez menos efetividade.

Surge, então, a oportunidade de pensar em trabalhar outros canais orgânicos, que ainda são pouco utilizados, como as notificações no Facebook, que têm se mostrado cada vez mais eficientes.  

epoca2

As notificações via push no Chrome também são uma ótima opção para trabalhar campanhas de engajamento com foco em recompra.

tendencia

Aproveite enquanto a concorrência desses canais alternativos de divulgação ainda está baixa e comece a usá-los. Mas lembre-se que, independente do meio escolhido, só vai funcionar se você der para o seu usuário o conteúdo certo.

Gostou dessas dicas? Tem muito mais te esperando, é só preencher o formulário abaixo!


Comments

comments

Publicado por

Bruna Estevanin

Apaixonada por viagens, livros e tecnologia. Já trabalhou na Revista IstoÉ, no Facebook e hoje é Analista de Marketing na Social Miner.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *