metrica

Sua estratégia de pós Black Friday funciona? Acompanhe estas métricas para descobrir

A Black Friday acabou, mas o trabalho para que o seu e-commerce continue vendendo no mesmo ritmo é contínuo. Acompanhar as métricas certas é essencial para mensurar o resultado dos seus esforços, canalizar os seus investimentos e enxergar nos lugares certos, e enxergar oportunidades de melhoria.

O momento pós Black Friday é ideal para engajar a sua audiência: você tem leads fresquinhos e que podem ser qualificados na sua base; compradores novos e recorrentes para se relacionar e já estamos pertinho de outro grande momento de compra, o Natal.

Para descobrir o que está dando certo ou não, separamos 3 métricas que podem te guiar e dar uma visão mais humanizada dos seus clientes:

#1 NPS

O Net Promoter Score tem como objetivo medir a satisfação e a lealdade dos clientes no pós venda. É utilizado em empresas de todos os portes e lugares do mundo por ser uma metodologia muito simples e eficaz de ser aplicada, ao mesmo tempo em que revela vários feedbacks dos clientes.

O NPS é avaliado a partir de uma simples pergunta: “Em uma escala de 0 a 10, o quanto você indicaria a nossa empresa para um amigo?”.

Essa é uma questão chave e a partir da nota dada e dos breves comentários feitos para justificá-la é possível avaliar o nível de satisfação dos clientes além de identificar gargalos.

A partir das notas, é possível separar os clientes em:

  • Detratores:notas de 0 a 6. Pessoas completamente insatisfeitas com o serviço ou produto. Dificilmente, indicariam ou comprariam novamente.
  • Neutros: notas 7 e 8. Fazem compras pontuais e estão satisfeitos com o nível de serviço que encontraram.
  • Promotores: notas 9 e 10. São aqueles que passaram a ter uma vida melhor depois de se relacionarem com a marca. São leais, recomendam, se relacionam e voltam para comprar mais.

Quero saber mais sobre NPS!

#2 Taxas de e-mail marketing

Um dos canais mais utilizados para criação de relacionamento com o público, as taxas de e-mail marketing fornecem dados importantes para a mensuração dos resultados e níveis de engajamento.

É essencial acompanhar os níveis de abertura, cliques, quantidade de tráfego gerada e descadastramento para descobrir se o conteúdo que você está fornecendo ao cliente é realmente aquele que ele deseja.

Além disso, esses números podem te mostrar como ser mais assertivo e interessante para o seu público. Lembre-se que vivemos um momento em que os consumidores são bombardeados de e-mails e informações o tempo todo. Por que eles devem escolher abrir o seu?

A dica mais importante é que, quanto mais segmentada for a sua lista, mais resultados e engajamento ela irá gerar. Os títulos dos e-mails, além do horário e dia escolhidos para envio também podem influenciar diretamente.

Em outubro de 2015, a Outbound Engine, fez uma compilação para descobrir as médias das taxas de quatro ferramentas de disparo de e-mail muito populares no mundo: Constant Contact, Optinmonster, MailChimp e Silverpop.

Para você ter um parâmetro de comparação das suas campanhas, dê uma olhada nesses resultados:

  • A taxa de abertura é de 20,65%.
  • A taxa de clique é de 2,8%, variando de 1,46 até 5,65 de acordo com o segmento.
  • 65% das primeiras aberturas são feitas em um dispositivo mobile.

Levando em conta os dados publicados pelo MailChimp de acordo com as médias por atividade, os números do e-commerce são:

  • Taxa de abertura: 16,65%
  • Taxa de cliques: 2,52%   

E atenção: a taxa de descadastro deve ser sempre inferior a 0,1% da sua base. Se o número for maior, ligue o sinal de alerta!

#3  Recompra

Uma métrica que tem lógica simples e óbvia, mas que muitas vezes é deixada de lado é a taxa de recompra. Afinal, o seu cliente só vai voltar a comprar em um e-commerce se estiver satisfeito.

Você sabe qual porcentagem dos seus clientes compra novamente? Existe uma evolução de valor médio no ticket gasto? Quantas vezes, em média, cada cliente compra em um determinado período?

O seu papel é trabalhar e ter um comportamento proativo para que isso aconteça. Por exemplo, com uma estratégia de Cash Back, oferecendo dinheiro de volta para ser gasto em uma próxima compra -) “Nas compras acima de R$99, ganhe R$ 40 para gastar na sua próxima compra.”

Não dá para ficar esperando que eles voltem sem serem incentivados ou descobrirem que tem algo ainda melhor os esperando.  

É claro que em alguns casos, isso vai acontecer, mas os resultados serão bem maiores se você tiver um plano focado em aumentar a sua taxa de recompra.  

Analise os seus dados e busque descobrir o momento certo para falar novamente com o cliente e o produto ideal para ser ofertado. Campanhas assertivas ajudam a aumentar a taxa de recompra e apostar em um atendimento ágil, com foco na experiência do consumidor,  também faz toda a diferença.

E aí, quais dessas métricas você já utiliza ou vai passar a utilizar no seu negócio?

Conta pra gente nos comentários!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *