A Cultura da Social Miner

A cultura da Social Miner e o nosso jeitinho de trabalhar

Quem entra na nossa casa logo percebe uma mudança de atmosfera. Deixa para fora a confusão e o stress do dia a dia para se deparar com uma ambiente descontraído que, sim, tem muito comprometimento e, ao mesmo tempo, parece ser muito mais leve do que o que seria considerado “normal” para o mercado.

Nas salas, nos corredores e no jardim, pessoas de diversas áreas se misturam e conversam. Falam sobre tecnologia e os lançamentos da plataforma; combinam prazos desafiadores e dobram as metas (porque sim, a gente consegue!); planejam novas estratégias para os clientes, mudam de ideia, recomeçam.

Esse clima é muito evidente na cor das paredes, no tom das conversas, no trânsito entre uma reunião e outra, e no ritmo de trabalho dos Miners. Esse nome, aliás, é o apelido que demos para a galera que integra o nosso time.

E olha, tem todo o tipo de gente por aqui. Administradores, a galera do marketing e engenheiros, é claro! 😃 Afinal, somos uma empresa de tecnologia. Mas não se engane, tem engenheiro elétrico programando 4life, bióloga organizando evento, ex-jogador de futebol fazendo design, neurocientista tentando entender melhor seus clientes. Um grupo bem diverso né? Que, no entanto, têm muito em comum: ser um Miner.

Uma questão de química

Por essência, a gente atrai pessoas que se identificam e acreditam na nossa missão de humanizar relações através da tecnologia. Aproximar empresas, clientes, pessoas: esse é o nosso trabalho. E como fazemos isso? Colocando a teoria na prática, abraçando a diversidade da nossa equipe e dos nossos parceiros, tratando cada um de forma exclusiva e personalizada.

Além disso, a gente acredita que pessoas felizes trabalham melhor, rendem mais, se envolvem com a empresa. E para garantir que esse trabalho seja orgânico, fugimos das relações profissionais engessadas. Não importa o que o Miner veste ou que tipo de música ele ouve – aqui tem espaço para todo mundo.

Além disso, a gente curte ser prático. Gestores e líderes são tão acessíveis quanto qualquer outro membro das equipes. Afinal, somos uma startup e as coisas precisam andar rápido.

É por isso, aliás, que atraímos pessoas que gostam de desafios e que não precisam de ninguém monitorando o que estão fazendo, correndo atrás de respostas. Um Miner é líder do seu trabalho, que sabe decidir quando fazer ou quando pedir ajuda e que, acima de tudo, não tem medo de inovar.

Gostamos muito pessoas com raciocínio lógico e capacidade de tomar decisões; que inspiram confiança, assumem o comando e se responsabilizam pelos resultados alcançados – sejam eles bons ou ruins. Isso porque também acreditamos que um Miner aprende fazendo e isso agrega muito valor para a experiência de trabalho que queremos oferecer.

O jeitinho Social Miner de fazer marketing

O trabalho dos Miners é o que fez a gente chegar onde estamos hoje – e não poderia ser diferente! Afinal, nossa missão é ambiciosa: usar a tecnologia para aproximar marcas e consumidores, transformando o consumo online em algo mais pessoal, autêntico e menos chato. É um orgulho dizer que, nesses 4 anos de empresa, reunimos um time de profissionais à altura do desafio.

E valeu a pena

Se você acompanha nosso blog, já deve saber que estamos fazendo aniversário e que temos muito para comemorar (ainda bem!). Quando olhamos para os resultados que os nossos clientes alcançaram usando a nossa plataforma e aplicando a metodologia do People Marketing, aquela ideia de marketing humanizado que o nossos fundadores tiraram do papel lá em 2014 ganha ainda mais força.

Tanto que mais e mais empresas, como Avon, Imaginarium e Nike vêm apostando nessa ideia e ainda contamos com o suporte de grandes fundos de investimento como Canary, Wayra (do Grupo Telefônica) e Indicator Capital.

Se identifica com a nossa missão? Vem revolucionar o marketing com a gente!

Quero!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *