miners na campus2

Cinco startups da Campus Party para ficar de olho

A Campus Party já acabou, mas os miners não quiseram deixar em branco esse capítulo. Participar de um evento como esse com certeza te faz pensar diferente e te abre a mente para novas realidades. Vou contar um pouco para vocês como foi minha experiência de 3 dias como “campusera” e coisas legais que aconteceram.

Para quem não me conhece sou a Gabi, do Financeiro da Social Miner, e a pergunta que vocês poderiam se fazer é:  por que alguém de Finanças iria na Campus Party? Sou de uma área que normalmente não participa desse tipo de eventos, por isso, aproveitei para sair da rotina e trouxe aprendizados inovadores para a área.

A primeira coisa que me chamou atenção foi o espaço onde rolou a Campus Party.  O galpão era dividido em três áreas, uma de visitantes, outra de expositores e um outro espaço reservado para os “campuseros”, apelido da galera que pagou para participar (e até pra dormir) no evento. Era nessa terceira área que rolavam as palestras , hackathons, campeonatos e jogos – e foi lá que eu fiquei, claro! Foi incrível ver como todos se preparam para a Campus Party. Muitos trouxeram máquinas e computadores super elaborados e gigantescos, todos agrupados em mesas e mais mesas cheias de notebooks, robôs e impressoras 3D.

Uma das coisas mais legais que aconteceram na Campus Party se chama Luta de Robôs. Não sabia que era tão empolgante! Quando me dei conta, já tava gritando e torcendo por um robô como se fosse jogo de futebol. Contudo, o grande evento dentro do evento (risos) foi o Campeonato de Just Dance. Adoro dançar, mas não imaginava que tanta gente participaria e que cada batalha fosse tão acirrada . Confesso que senti muita vontade de participar. Me aguardem no próxima edição 😛

gabi na campus

Fora toda a diversão e agitação que rodea a Campus, o evento  é um ambiente que te leva a aprender e conhecer muita coisa nova, além de fazer novas amizades e participar de workshops de assuntos que vão desde Empreendedorismo à Design e Ciência. Basicamente tem assunto para todos os gostos e interesses e uma programação que começa de manhã e se estende até a madrugada. Aprendizado para as próximas edições é se programar e fazer uma agenda com tudo que te chamou atenção.

Além disso, fica o aprendizado pessoal. Assisti a palestra do CEO Sérgio Kulikovsky, da Acesso Card, empresa de cartões de crédito recarregáveis, e aprendi muito sobre enfrentar as crises e barreiras, especialmente válido para startups que crescem no Brasil, um país cheio de burocracia e com economia instável. Uma dica importante da conversa é que não podemos deixar que outras pessoas barrem nossos planos, dizendo o que não podemos fazer. É importante ter mente empreendedora e não desistir no primeiro empecilho que aparecer.

Outra coisa muito legal que vi na área aberta ao público foram as inovações apresentadas pela Prefeitura de São Paulo. Uma das que mais chamaram a atenção foi uma máquina semelhante às de cartão de crédito que emiti nota fiscal na hora e gera uma economia em torno de 50% dos gastos com software e hardware atuais. Essa novidade foi desenvolvida pela startup Arenaplan, um dos destaques da 4ª edição do programa Startup & Makers.

Nesse ambiente de muitas ideias e tecnologia também teve espaço para inovação. Uma área bem grande dentro do espaço de visitantes reunia Startups brasileiras em crescimento ou estágio inicial (Growth e Early Stage). Essas novas empresas participaram da 4ª edição do programa Startup & Makers e, durante os dias do evento, puderam falar com público sobre suas ideias e até – quem sabe – conhecer um futuro investidor através de um  picth de negócio.

A Social Miner já esteve nessa mesma situação em edições anteriores da Campus e pensamos: por que não falar com os futuros empreendedores e dar aquele incentivo a quem está começando? E foi isso que fizemos. Depois de bater um papo bacana com a maioria das empresas em exposição, separamos as mais inovadoras dentro do seguimento de Ecommerce e Social Media pra compartilhar com vocês.

Fiquem de olho nesse pessoal:

1.DataHolics

A DataHolics é uma empresa com um algoritmo capaz de mapear o comportamento do seu Facebook e traçar um modelo de atribuição de produtos e serviços com base no que curtimos, nas páginas que seguimos, além de posts e da sua interação na rede social.

  1. XTech Commerce

Se você pensa em abrir um loja virtual e não sabe por onde começar, a XTech Commerce pode te ajudar. Eles possuem know how para fazer automação das vendas, integração com markplace e gestão completa do seu ecommerce.  A solução é bem democrática e pode ajudar todo tipo de e-commerce.

  1. App4store

Ainda nessa vibe de e-commerce, se você quiser transportar sua loja online em um app, a App4store também auxilia seu marketing por meio de mensagens push, auxiliando na experiência completa do usuário.

4.eMercado

A startup amazonense veio com uma proposta de plataforma colaborativa em que os próprios usuários alimentam a base de preços e promoções que estão acontecendo nos supermercados da região. Em Manaus, a eMercado já conta com 22 mil usuários ativos.

5.Evnts

Com foco em pequenos grupos, a Evnts foi parceira na Campus Party e encontrou o sucesso em algo que as grandes redes de reservas online não estão se preocupando, os pequenos grupos que buscam por eventos específicos. A Evtns também oferece alguns descontos bem convidativos para seus usuários.  

Espero ter conseguido repassar um pouco de como foi a Campus Party e ter deixado um sentimento de que na próxima edição você não pode ficar fora. Te vejo por lá!

 

Comments

comments

Publicado por

Bruna Estevanin

Apaixonada por viagens, livros e tecnologia. Já trabalhou na Revista IstoÉ, no Facebook e hoje é Analista de Marketing na Social Miner.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *