post-4-maneiras-personalizar4

4 Dicas para Personalizar o seu Site

Marketing personalizado

Estamos vivendo uma época de personalização como nunca antes. Antigamente somente o garçom do seu restaurante favorito te chamava pelo nome, agora seu feed de notícias está customizado de acordo com seus interesses e seu comportamento, suas compras online são influenciadas pelo que o algoritmo do site acredita que você gosta e você não abre mais um e-mail sem que o título esteja: “[Olá, Seu Nome]”.

Agradeça a tecnologia por tudo isso. É graças a ela que personalizar seus produtos, serviços e campanhas de marketing para as empresas ficou muito mais fácil, mas isso também aumentou a expectativa dos consumidores. Um estudo feito pelo Janrain mostra que 74% das pessoas online se frustam com sites que mostram um conteúdo que não tem nada a ver com eles.

Personalizar

Como profissional de marketing, você precisa estar preparado para oferecer uma experiência personalizada para sua audiência – e não estamos falando só sobre adicionar o primeiro nome do consumidor na sua próxima campanha de e-mail marketing.

Descubra algumas maneiras de como você pode personalizar sua comunicação.

1 –  Atender as diferentes pessoas

Seu site deve estar preparado para atender diferentes tipos de compradores e mostrar um conteúdo relevante para eles. Por exemplo, vamos dizer que você vende um software de gerenciamento de tempo e tem duas personas muito diferentes como target. Primeiro é a Isabela, do Recursos Humanos que está procurando um software para organizar a hora de seus colaboradores. O segundo é Milton, um arquiteto que precisa constantemente medir seu tempo de produtividade para aproveitar cada segundo dentro de um projeto.

Como personalizar seu site para cada tipo de pessoa? Para começar, pense na sua página inicial, onde todos os visitantes tem uma primeira impressão do seu negócio. Use CTA (Call to Action), conteúdo e imagens direcionados ao interesse e necessidade do seu target principal. Usando o exemplo acima, se personalizarmos a página de preço, podemos mostrar à Isabela informações sobre quanto custa e quais os benefícios de gerir o tempo do colaborador. Já com Milton devemos mostrar informações sobre a gestão do tempo de um projeto pessoal.

2 – Exibir conteúdo baseado na fonte do tráfego social.

Entendendo de onde vem a sua visita fica mais fácil entender sobre seu interesse. Por exemplo, se um visitante vem de um link do twitter, ele pode preferir ler textos mais curtos e assim você consegue rapidamente ter a sua atenção e em seguida convertê-lo. Por outro lado, se é o visitante veio de um link da Folha de São Paulo ele pode preferir explicações mais profundas e detalhadas sobre o seu produto ou serviço.

Olhe para suas maiores referências de tráfego para determinar as páginas e depois ajustar as mensagens de acordo com cada fonte de referência. Caso obtenha sucesso com essa personalização, tente escalar a estratégia para outras landing pages com alto tráfego.

Personalizar

 

3 – Proporcione uma experiência única em sua primeira visita

E quando você não tem nenhuma informação do seu novo visitante, como entregar uma experiência especial para ele?

Cada aparelho conectado na internet possui um endereço IP, você pode usar esse endereço para saber de onde o visitante vem. Se você observar que a maioria dos seus visitantes vem dos Brasil e da Alemanha, você pode oferecer uma página com conteúdo em alemão para esse visitante estrangeiro. Ou até oferecer na área de “Fale conosco” as informações de um contato local.

Você também pode personalizar sua experiência baseado no dispositivo do visitante. Por exemplo, se o visitante acessar por um smartphone você pode mostrar um conteúdo mais enxuto e também a possibilidade de compartilhamento via e-mail ou aplicativos de comunicação (ex. Whatsapp ou Snapchat).

4 – Cada estágio do funil merece um conteúdo diferenciado.

Se você usa uma comunicação diferente por e-mail em cada fase do seu funil de venda, então por que não personalizar também suas páginas?

Você pode mudar a mensagem principal do seu site para os diferentes estágios da jornada do consumidor. Por exemplo, se você possui uma Consultoria de Paisagismo:

Visitante: “Preparar sua casa para o inverno é uma tarefa difícil. Baixe esse checklist para não esquecer nada no seu projeto.”

Lead qualificado: “Ajudamos mais de 80 pessoas com a limpeza do quintal. Descubra como podemos ajudar você!”

Cliente: “Bem-vindo de volta! Está na hora de marcarmos nosso próximo encontro!”

Indo além da mensagem principal, você pode mostrar um conteúdo completamente diferente para cada um desses grupos para uma experiência totalmente personalizada. Essa personalização focada em cada passo da jornada do consumidor ajuda a deixar sua página mais relevante e convertendo mais no seus objetivos.


Este artigo foi baseado no 4 Creative Ways to Make your Website More Personalized escrito por Jeffrey Vocell no blog da Hubspot e adaptado por este humilde Miner, que deixa aqui mais uma dica, que na verdade envolve todas as outras quatro, Conheça melhor o seu cliente, não o trate como um número, saiba sobre seus interesses e necessidades, só conhecendo a pessoa você vai conseguir personalizar sua comunicação.

Agora quero saber se vocês conhecem formas diferentes de criar uma experiência personalizada para seus clientes?

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *