recompra

10 motivos para você olhar mais de perto sua taxa de recompra

Na correria do dia a dia e com aquela vontade de conquistar novos clientes, acima de tudo, muitos gestores de e-commerce acabam se esquecendo de uma métrica fundamental para o negócio: a taxa de recompra.

Segundo o Instituto Gartner, para conquistar um novo cliente é preciso investir de 5 a 12 vezes mais do que para manter um atual.

Por isso, mais do direcionar todo o trabalho de marketing na atração de novos compradores, é preciso lembrar que a fidelização de quem já compra com você pode ser a chave para rentabilizar o negócio de maneira escalável.

Já pensou em transformá-las em verdadeiros embaixadores da marca? Em pessoas com alto nível de lealdade, que não trocariam os seus serviços ou produtos, pelos da concorrência? Que confiam tanto no que o seu negócio entrega que são capazes de recomendá-lo para todos que conhece?

Para atingir esse estado de maturidade, é preciso olhar com muita atenção para a taxa de recompra.

Precisa entender melhor porque ela  é tão importante assim?  Separamos uma lista com 10 motivos que não deixam nenhuma dúvida.

#1 Sustentabilidade

Garantir uma boa taxa de recompra trás sustentabilidade para o negócio por uma razão muito simples: já é esperado que você aumente sua base de novos clientes ao longo do tempo e, com isso, terá uma proporção de recompra cada vez maior.

Assim, o faturamento vai aumentar de maneira sustentável e escalável.

Para acompanhar essas métricas bem de perto, você pode usar a Análise Cohort. Ela faz um cruzamento de quando e quanto foi comprado em números percentuais e seu principal benefício é conseguir separar as métricas de engajamento das de crescimento do negócio, que muitas vezes podem mascarar eventuais problemas.  

Sua metodologia é simples e consiste em isolar um grupo de clientes que possuem uma característica em comum em um período, por exemplo, todos que realizaram sua primeira compra no site em determinados meses.

Acompanhar as conversões realizadas por esse grupo específico irá te dar métricas reais para mensurar a efetividade das ações com foco em recompra.

cohort-1024x667

Imagem: Next Ecommerce

#2 Aumento exponencial do faturamento

Como te mostramos no primeiro tópico, a recompra é sua melhor chance de fazer o faturamento do e-commerce crescer de maneira escalável.

Aumentando a base de clientes, você vai ter cada vez mais pessoas para se relacionar com foco no aumento da taxa de recompra.

Basicamente, esse ciclo é infinito e conseguindo executar as ações certas na melhor timeline possível, você sempre vai levar clientes a comprarem outras coisas.

Quando alcançar esse nível, você pode estar investindo até menos em marketing e divulgação, faturando mais. Faz sentido?

#3 Mais resultados em vendas, com menos esforços

Se conseguir canalizar as suas ações tendo em mente a taxa de recompra que quer alcançar, os resultados dessa métrica irão melhorar e o aumento das vendas vai ser somente uma consequência de um planejamento com foco em recompra sendo cumprido.

Você ainda não enxerga o potencial escondido por trás da recompra? Muito provavelmente, é porque nunca teve um plano de ação em que essa métrica fosse prioridade.  Nossa dica é: tente e depois compartilhe os resultados com a gente 😉

#4 Maiores taxas de conversão

A partir do momento que uma pessoa compra do seu e-commerce, é esperado que o seu perfil seja conhecido, pelo menos minimamente.

Você já deve ter em mãos informações do tipo: quantas vezes essa pessoa visitou o seu site, quais foram as páginas acessadas, qual produto/serviço foi comprado.

Isso já te dá a base necessária para segmentar esse cliente de acordo com o seu perfil e interesses.

A partir daí, o envio de materiais humanizados fica muito mais fácil e quanto mais assertivo for, maior vai ser a taxa de recompra.

Para um cliente que compra uma batedeira e visita páginas de formas para bolo, por exemplo, você pode mandar sugestões de receitas e relembrá-lo qual é a forma perfeita para fazer aquela receita ficar deliciosa.

A conclusão aqui é de que é muito mais fácil aumentar as suas taxas de conversão em um público que você já conhece em relação àqueles leads que estão só conhecendo melhor a marca.  

#5 Baixo custo para fazer um cliente comprar de novo

O sonho de qualquer empreendedor do comércio eletrônico é conseguir aumentar o número de pedidos, sem ter que fazer grandes investimentos em divulgação, certo?

E vou te dar uma ótima notícia agora: isso é possível!

A chave é que você tenha um olhar estratégico para os seus clientes. Se o seu trabalho for feito de uma forma segmentada para essas pessoas, as chances de aumentar a taxa de recompra são enormes. Otimizar esses resultados é um tiro certeiro para garantir uma maior rentabilização.

#6 Fidelização de clientes

Só existe uma maneira para aumentar a taxa de recompra: criar relacionamentos sólidos e verdadeiros.

Isso exige que você estude bastante o seu público, analise padrões de comportamento, faça testes atrás de testes para descobrir o que funciona e o que não funciona.

Mais do que querer vender, é preciso que você esteja disposto a realmente solucionar um problema na vida de quem está procurando o seu negócio, que escute genuinamente feedbacks e saiba interpretar os sinais que recebe.

Se conseguir ir fundo e mergulhar nos desejos e ambições de quem compra, pode ter certeza que vai conquistar muito mais do que clientes. Vai ter embaixadores fiéis da marca, que além de voltar para comprar mais, ainda divulgam o seu negócio sem ganharem nada por isso.  

#7 Posicionamento de marca

Qual a percepção que as pessoas têm da sua marca? Em médio e longo prazo, é o seu posicionamento que vai te trazer cada vez mais credibilidade, fazendo com que se torne referência em determinado segmento.

Garantir um alto número de clientes fidelizados é pré-requisito para alcançar um posicionamento de marca verdadeiro e que transmita confiança.

É preciso que outras pessoas endossem seus atributos e qualidades. Afinal, ninguém merece uma marca que fique falando sozinha de tudo que pode oferecer. Cadê os clientes para atestar?

#8 Saia na frente da concorrência

Algumas informações estratégicas, como perfil e interesses dos seus clientes são algo que só você tem. Use isso para se diferenciar da concorrência. Vai querer perder alguém que já comprou no seu e-commerce para aquela outra loja que tem produtos similares?

Se a resposta é não, mexa-se e use essas informações para aumentar a taxa de recompra. Se elas só ficam guardadas em um banco de dados que nunca é acessado, elas não servem pra nada.  

#9 Bons insights

Analisar as suas taxas de recompra de forma densa pode te apontar caminhos mais seguros para o negócio.

Elas podem fazer você identificar novos caminhos de mercado, se quiser expandir as operações ou enxergar claramente quais são as tendências de comportamento dos seus clientes.

Com isso em mãos, fica muito mais fácil multiplicar os resultados, né?

#10 Garanta a qualidade

Se as pessoas voltam para comprar de novo, é porque tiveram uma boa experiência anterior. As taxas de recompra são um excelente termômetro para medir como anda a qualidade e o foco em consumidor do e-commerce.

A partir desses números, é possível ter um comportamento mais proativo para identificar e melhorar as fases do processo que precisam de ajustes, além de traçar planos para aumentar o nível de satisfação dos clientes, garantindo a qualidade em pontos-chave, como o cumprimento do prazo de entrega e a agilidade em uma possível troca.

Você sabe como anda a taxa de recompra do seu e-commerce? O que vai começar a fazer para melhorar a sua realidade a partir de agora?

Se gostou das nossas dicas, deixe a sua curtida e compartilhe o nosso conteúdo em suas redes sociais.     

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *